Facebook enfrenta dois processos por práticas anticompetitivas

178

São Paulo – A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês) e uma coalizão de 48 procuradores-gerais liderados por Letitia James, de Nova York, abriram dois processos contra o Facebook por práticas anticompetitiva, visando o Instagram e o WhatsApp. O anúncio fez as ações da plataforma despencarem mais de 4% na Bolsa de Valores de Nova York.

“Quaisquer esforços para sufocar a concorrência, prejudicar as pequenas empresas, reduzir a inovação e a criatividade, cortar as proteções de privacidade, serão atendidos com toda a força de nossos escritórios”, disse James em entrevista coletiva.

Desde 2017, o Facebook tem enfrentado problemas com o manuseio de dados e práticas de competição, quando as investigações revelaram que seu serviço foi usado pela empresa de dados políticos Cambridge Analytica para obter informações sobre os usuários sem o seu consentimento antes da eleição presidencial dos Estados Unidos de 2016.

No ano passado, a FTC fechou um acordo com o Facebook de US$ 5 bilhões, após sondar suas práticas de dados.