Exxon Mobil reporta lucro de US$ 4,69 bi no segundo trimestre

Exxon Mobil
Campo de petróleo de Upper Zakum na costa de Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos / Foto: Exxon Mobil

São Paulo – A Exxon Mobil reportou lucro líquido de US$ 4,690 bilhões no segundo trimestre deste ano, revertendo o prejuízo de US$ 1,080 bilhão do mesmo período do ano anterior. Na mesma base de comparação, a receita mais do que dobrou, passando de US$ 32,605 bilhões para US$ 67,742 bilhões.

A empresa reportou lucro de US$ 1,10 por ação, após uma perda de US$ 0,26 por ação no segundo trimestre de 2020. O consenso da FactSet apontava para lucro de US$ 1,01 por ação.

Os resultados foram impulsionados pela maior demanda de petróleo e gás natural. “O impulso positivo continuou durante o segundo trimestre em todos os nossos negócios, à medida que a recuperação econômica global aumentou a demanda por nossos produtos”, disse o executivo-chefe da Exxon Mobil, Darren Woods.

O setor de upstream (exploração e produção) teve lucro de US$ 3,185 bilhões, após o prejuízo de US$ 1,651 bilhão no segundo trimestre de 2020. Apenas nos Estados Unidos, o lucro somou US$ 663 milhões, depois das perdas de US$ 1,197 bilhão no ano anterior.

A produção de petróleo da Exxon Mobil teve queda de 1,5%, para 3,582 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), impulsionada pelo aumento da atividade de manutenção.

Já o setor químico teve alta de 4,9 vezes no lucro, para US$ 2,320 bilhões, refletindo operações confiáveis, margens mais altas e disciplina de custo contínua.

O segmento de downstream (refino e distribuição), por outro lado, teve prejuízo de US$ 227 milhões, após o lucro de US$ 976 milhões do segundo trimestre do ano passado, devido aos impactos contínuos do excesso de oferta do mercado.