EXCLUSIVO: A primeira rusga entre Deltan Dallagnol e o Podemos

224
O Procurador da República, coordenador da Força Tarefa do Ministério Público Federal na Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, durante comissão geral da Câmara dos Deputados para discutir o Projeto de Lei 4850 de 2016 que estabelece dez medidas de combate à corrupção, a crimes contra o patrimônio público e ao enriquecimento ilícito de agentes públicos. Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Em vias de se filiar ao Podemos, Deltan Dallagnol tem a primeira rusga aberta com o partido. O entorno de Sergio Moro insiste para que o agora ex-procurador concorra a deputado federal pelo Paraná, até pelo potencial de puxar outros candidatos, mas ele resiste.

Deltan quer ser candidato ao governo do Paraná, mas isso o colocaria na disputa com o atual governador Ratinho Júnior (PSD). Outra opção é ser candidato ao Senado, mas isso o colocaria em rota de colisão com Álvaro Dias (Podemos).

O que Deltan quer, na verdade, é concorrer a um cargo majoritário.

Sabendo disso, uma opção que o partido colocou na mesa é dar a ele uma candidatura ao Senado por um estado pequeno, como José Sarney pelo Amapá. Essa ideia, bem da verdade, não o anima. Deltan teme perder em um estado pequeno, menos familiar com a Lava-Jato.

A quem pergunta, Deltan responde, sem falsa modéstia: “Não aceito ser mais um deputadozinho”. Infelizmente para ele, é o que deve acabar acontecendo.