Evans, do Fed, diz que mantém “a mente aberta” para mais cortes

124
Unidade de Chicago do Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos)

por Júlio Viana

O presidente da unidade de Chicago do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Charles Evans, afirmou que embora “a política monetária esteja em um bom momento como está” e a perspectiva de crescimento “seja boa”, ele “mantém a mente aberta” para um possível terceiro corte na taxa de juros.

Evans disse que “as perspectivas são favoráveis e temos uma política monetária boa o suficiente para dar suporte à inflação crescente”. Ele também afirmou que, no momento, tanto o crescimento econômico quanto a taxa de desemprego do país estão em bons níveis.

No entanto, o bancário, que comentou a situação fiscal do país em discurso a ser proferido durante evento em Illinois, falou que é preciso cautela. “Há riscos de que a economia terá mais dificuldades ao navegar certas incertezas internacionais, além de alguns choques inesperados que podem nos atingir”, afirmou ele.

“Existem argumentos que pedem uma maior acomodação da economia para dar suporte a qualquer risco futuro que pode ocorrer devido a esses eventos”, disse Evans. “Eu, portanto, me mantenho aberto a tais argumentos”.

Evans é membro votante do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) neste ano. Na última reunião da cúpula, ele votou a favor do corte de 0,25 pontos percentuais na taxa básica de juros.