Europol detecta venda de certificados de testes negativos para covid-19

138
Fachada do prédio da Europol em Haia, na Holanda / Foto: União Europeia / Robert Meerding

São Paulo – O Serviço Europeu de Polícia (Europol) alertou para uma nova modalidade de falsificação que surgiu com a pandemia do novo coronavírus: a venda de certificados de testes negativos para a covid-19 em meio às restrições de viagens ao redor do mundo.

“Enquanto as restrições de viagem forem mantidas devido à pandemia, é altamente provável que os criminosos aproveitem a oportunidade para produzir e vender certificados falsos de teste negativo para covid-19”, alerta a Europol em comunicado.

Segundo a polícia europeia, já foram detectados vários casos de venda ilícita de certificados falsos de testes negativos de covid-19. Na França, os golpistas estão agindo no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris.

No Reino Unido, golpistas que venderam testes negativos por 100 libras foram presos; enquanto a Polícia Nacional da Espanha prendeu um golpista em dezembro por vender certificados falsos por 40 euros.

A Europol também recebeu informações sobre o alegado uso de um aplicativo móvel pelo grupo criminoso Rathkeale Rovers que permite aos seus membros falsificar manualmente os resultados dos testes.