EUA autoriza primeiro antiviral oral para tratamento da covid-19

Foto:Dima Vishnevetsky / freeimages.com

São Paulo – O Food and Drug Administration (FDA, correspondente à Anvisa no Brasil) dos Estados Unidos emitiu uma autorização de uso de emergência para o remédio Paxlovid da Pfizer, que trata a covid-19 em casos leves e moderados em pacientes adultos e pediátricos (12 anos de idade ou mais).

O remédio, conhecido como Paxlovid, promete evitar a progressão para a forma mais grave da doença, incluindo hospitalização ou morte, e está disponível apenas com receita médica.

“A autorização de hoje apresenta o primeiro tratamento para Covid-19 na forma de uma pílula administrada por via oral – um grande passo na luta contra esta pandemia global”, disse a médica e diretora do Centro de Drogas do FDA, Patrizia Cavazzoni.

“Esta autorização fornece uma nova ferramenta para combater a Covid-19 em um momento crucial da pandemia, à medida que novas variantes surgem, e promete tornar o tratamento antiviral mais acessível para pacientes com alto risco de progressão para a forma mais grave”, acrescenta.

O Paxlovid não está autorizado para a prevenção, pré ou pós-exposição à covid-19 ou para o início do tratamento em pessoas que necessitem de hospitalização, em casos mais graves ou críticos. O medicamento não é um substituto da vacinação em indivíduos para os quais a vacinação e a dose de reforço são recomendadas.

O novo medicamento é administrado na forma de três comprimidos tomados em conjunto por via oral, duas vezes ao dia, durante cinco dias, num total de 30 comprimidos. Paxlovid não está autorizado para uso por mais de cinco dias consecutivos.

Os possíveis efeitos colaterais de Paxlovid incluem diminuição do paladar, diarreia, hipertensão e dores musculares. O uso de Paxlovid ao mesmo tempo que certos outros medicamentos pode resultar em interações medicamentosas potencialmente significativas. Paxlovid não é recomendado em doentes com insuficiência renal ou hepática grave. Em pacientes com insuficiência renal moderada, é necessária uma dose reduzida do remédio.