EUA afrouxam recomendação de viagem para 110 países, mas Brasil segue barrado

Foto: Pexels

São Paulo – O Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) afrouxou as recomendações de viagens para mais de 110 países e territórios. O Brasil, no entanto, segue na lista de proibições.

Deste total, 61 países foram rebaixados para o nível 3 ontem, segundo a agência Reuters. Além disso, dezenas de outros países anteriormente listados como nível 3 ou nível 2 foram rebaixados para os níveis 2 ou 1.

Com as novas recomendações, os países com classificação mais baixa para riscos de covid-19 agora incluem Cingapura, Israel, Coreia do Sul, Islândia, Belize e Albânia.

Entre aqueles agora listados no nível 3, estão França, Equador, Filipinas, África do Sul, Canadá, México, Rússia, Espanha, Suíça, Turquia, Ucrânia, Honduras, Hungria e Itália.  Outros países que foram rebaixados para o nível 3 incluem Honduras, Indonésia, Jordânia, Líbia, Panamá, Polônia, Dinamarca e Malásia.

Segundo o CDC, o novo critério para uma recomendação de nível 4 para evitar todas as viagens mudou de 100 casos de covid-19 por 100.000 para 500 casos por 100.000.

No entanto, muitos dos países que agora têm classificações mais baixas permanecem na lista do governo norte-americano de nações sujeitas a severas restrições de viagens. Por isso, os Estados Unidos seguem proibindo quase todos os cidadãos não norte-americanos que estiveram nos 14 dias anteriores em Brasil, China, Reino Unido, Irlanda, Índia, África do Sul, Irã e as 26 nações Schengen na Europa sem controles de fronteira.