Estados Unidos retiram rótulo de manipulador cambial da China

102
O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin. Foto: Stephen Jaffe/ FMI

São Paulo – Os Estados Unidos retiraram o rótulo de manipulador cambial da China, dois antes da assinatura da primeira fase do acordo comercial entre os dois países.

“A China assumiu compromissos exequíveis para evitar a desvalorização competitiva, ao mesmo tempo em que promove transparência e responsabilidade”, disse o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, em comunicado divulgado ontem à noite.

As práticas cambiais da China nos últimos meses foram avaliadas como parte do relatório semestral sobre políticas macroeconômicas e de câmbio dos principais parceiros comerciais dos Estados Unidos, entregue ontem pelo Departamento do Tesouro ao Congresso.

Os Estados Unidos designaram a China como manipulador cambial em agosto do ano passado, após o Banco do Povo da China (Pboc, o banco central do país) desvalorizar a moeda chinesa para além do nível simbólico de 7 iuanes por dólar, permitindo o menor nível do iuane ante o dólar em mais de uma década. A China já havia sido rotulada de manipulador cambial em de 1992 a 19994

A retirada do rótulo veio dois dias antes da assinatura da primeira fase de um acordo comercial entre os Estados Unidos e a China, que será no dia 15 de janeiro, na Casa Branca. O acordo incluiu a redução de tarifas, a compra pelos chineses de produtos norte-americano e mudanças no sistema econômico da China.