Estados Unidos e seis nações do Golfo Pérsico sancionam rede financeira do Irã

119

Por Cristiana Euclydes

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin. Foto: Stephen Jaffe/ FMI

São Paulo – Os Estados Unidos e seis países do Golfo Pérsico, membros do Centro contra o Financiamento ao Terrorismo (TFTC, na sigla em inglês) sancionaram 25 entidades afiliadas às redes de apoio ao terror do regime do Irã.

“A ação do TFTC coincide com a minha viagem ao Oriente Médio, onde me encontro com meus colegas da região para reforçar a luta contra o financiamento do terrorismo”, disse o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, em comunicado.

Segundo o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, várias empresas sancionadas fornecem apoio financeiro à Basij, uma força paramilitar subordinada à Guarda Revolucionária, que oprime a oposição doméstica, recruta, treina e mobiliza combatentes para conflitos em toda a região. Outras empresas são afiliadas ao Hezbollah.

Para Mnuchin, as sanções de hoje expõem e condenam “as violações repetidas e graves do regime iraniano às normas internacionais, desde o ataque a infraestrutura crítica de petróleo na Arábia Saudita até o fomento de conflitos nos países vizinhos por meio de procuradores regionais como o Hezbollah”.

Além dos Estados Unidos, fazem parte do grupo Bahrein, Kuwait, Omã, Qatar, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos. O objetivo da organização é coordenar ações, compartilhar informações de inteligência financeira e lidar com atividades que representam ameaças à segurança nacional, diz a nota.