Empresa reverte prejuízo e lucra R$ 191 milhões no 2T19

Por Allan Ravagnani

São Paulo – A processadora de alimentos BRF teve lucro líquido de R$ 191 milhões no segundo trimestre do ano, revertendo o prejuízo que teve um ano atrás. O resultado foi impactado pelo plano estratégico que visa aumentar os lucros com baixos níveis de investimentos comerciais diretos, principalmente para o canal varejo, e com o aumento dos preços médios em 14,8%.  

A receita líquida cresceu 18% no trimestre para R$ 8,338 bilhões com o aumento dos preços. O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado cresceu 4 vezes, ou 335%, para R$ 1,547 bilhão.

O volume de vendas da BRF subiu 0,7% na comparação com o ano anterior, para 1,090 milhão de toneladas.  O preço médio (ROL) ficou em R$ 7,65, alta de 17,2%, contabilizando um ROL de R$ 8,338 bilhões no trimestre, alta de 18%

No trimestre, a margem bruta da companhia foi de 25,1%, ou 16,7 pontos porcentuais (pp) acima da margem do mesmo período de 2018, de 8,4%.

O endividamento bruto total das operações continuadas no valor de R$ 20,899 milhões, e a relação dívida líquida por ebitda caiu 34,3% para 3,74 vezes.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com