Empresa constitui comissão para estudar melhores práticas sobre coronavírus

296
Foto divulgação: Hapvida

São Paulo – A Hapvida informou que diante da pandemia do Covid-19, nome do novo coronavírus, a empresa constituiu uma comissão formada por infectologistas de diferentes estados do Brasil com o objetivo de monitorar a difusão do surto, bem como estudar as melhores práticas possíveis para seu tratamento e controle.

Segundo a companhia, os membros da referida comissão vêm se reunindo diariamente, inclusive com órgãos de saúde municipal, estadual e federal, para discutir o assunto. Até agora, a Hapvida não possui beneficiários e nem colaboradores que tenham testado positivamente para o coronavírus em suas unidades.

“Os coordenadores das nossas unidades de urgência e emergência também têm sido atualizados sobre como lidar com o vírus, ao mesmo tempo em que repassam aos demais líderes das unidades as informações”, diz o comunicado.

Entre os objetivos da comissão está fortalecer e padronizar os protocolos de atendimento e isolamento que deverão ser observados em situações de infecções virais e mensurar o potencial incremento de infraestrutura e de leitos necessários em certos casos avançados do contágio.

Além disso, a comissão está cruzando dados etários e de saúde histórica dos seus beneficiários para medir grupos e localidades de risco, podendo se preparar preventivamente para garantir uma cobertura mais eficiente e ágil. Neste aspecto, a sua subsidiária Maida Health, focada em inteligência artificial, destacará alguns de seus cientistas de dados para contribuir nos planos de análise e contenção.

“Até o presente momento a Companhia não sofreu nenhum impacto material que possa ser notado ou dimensionado pela análise imediata de seus indicadores operacionais e financeiros”.

A Hapvida afirmou que a dinâmica dos eventos tem se mostrado altamente volátil, de modo que é praticamente impossível mensurar seu impacto nos negócios atuais e futuros. “Dessa forma, está sujeita ao possível aumento de custos e despesas, o que poderá impactar seus resultados futuros”.