Emprego e preços nos EUA crescem moderadamente, segundo Livro Bege

121
Dólar
Dólar

por Júlio Viana

O mercado de trabalho dos Estados Unidos está moderadamente aquecido, embora tenha ocorrido uma leve escassez de mão de obra durante o mês de setembro. As áreas de tecnologia e serviços tiveram alta na demanda de trabalho, enquanto na indústria o ritmo desacelerou.

É o que afirma o Livro Bege – relatório do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) sobre as condições econômicas das 12 principais regiões dos Estados Unidos.

“A restrição dentro do mercado quanto a níveis específicos de habilidade para certas ocupações foi um dos fatores mais citados como impeditivo de contratação”, afirma o Fed no documento.

Sobre os salários, o banco central afirma que houve crescimento na maioria dos distritos. No entanto, segundo o relatório, algumas empresas menores afirmaram terem tido dificuldades de competir com os pagamentos mais elevados de companhias maiores.

Inflação

O Livro Bege relatou que a maioria dos distritos norte-americanos observou um moderado crescimento dos preços. Segundo vendedores do varejo e produtores industriais, isso se deve ao aumento nos gastos das empresas.

“As duas áreas notaram aumento nos custos de produção e de estoque, na maioria devido a itens submetidos a novas tarifas, mas varejistas tiveram mais sucesso ao repassar esse ajuste aos consumidores”, afirma o documento.

O Livro Bege também comenta o recente aumento nos combustíveis, embora afirme que isso não parece ter afetado o comerciante. “Alguns relatórios sugeriram que as taxas de transporte foram mais baixas do que no início do ano devido ao excesso de capacidade na indústria”, escreve o relatório.