Embraer segrega segmento de aviação comercial

411
Divulgação: Embraer jato E195-E2

São Paulo – A Embraer concluiu o processo interno de separação da área de aviação comercial da companhia, uma das etapas necessárias para a formação de uma joint-venture com a Boeing na qual a empresa americana assumirá a fatia majoritária destas operações, segundo comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A cisão foi feita com a transferência, pela Embraer, do acervo líquido de ativos, passivos, bens, direitos e obrigações da divisão de aviação comercial ao capital social da Yaborã Indústria Aeronáutica.

A consumação da operação com a Boeing continua sujeita à aprovação pela Comissão Europeia – que deve emitir posicionamento até fevereiro – e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

“Até que tais aprovações sejam obtidas e as demais condições sejam satisfeitas, não há garantias quanto à consumação da operação ou ao prazo para sua conclusão”, acrescentou a Embraer em nota.