Embaixador britânico é detido no Irã acusado de incitar protestos

236
Reino unido Dominic Raab
Ministro de Relações Exteriores do Reino Unido, Dominic Raab. Foto: Divulgação/ Serviço Audiovisual da União Europeia

São Paulo – O embaixador no Reino Unido no Irã, Rob Macaire, foi detido em Teerã no sábado acusado de participar dos protestos que tomaram a cidade após o governo iraniano admitir que derrubou por engano e matou todas as 176 pessoas a bordo do voo 752 da Ukranian International Airlines.

“Obrigado pelas muitas mensagens de boa vontade. Posso confirmar que não participei de nenhuma manifestação! Fui a um evento anunciado como uma vigília para as vítimas da tragédia do voo PS752. É normal querer prestar homenagem – algumas das vítimas eram britânicas. Saí após 5 minutos, quando alguns começaram a cantar”, disse o Macaire, em uma mensagem ontem no Twitter.

“Fui detido meia hora depois de deixar a área. A prisão de diplomatas é obviamente ilegal em todos os países”, acrescentou o embaixador.

O Ministro de Relações Exteriores do Reino Unido, Dominic Raab, condenou a detenção. “A prisão do nosso embaixador em Teerã sem fundamento ou explicação é uma violação flagrante do direito internacional”, disse ele, em comunicado divulgado ontem.

“O governo iraniano está em um momento de encruzilhada. Pode continuar sua marcha em direção ao status de pária com todo o isolamento político e econômico que isso implica, ou tomar medidas para diminuir as tensões e se engajar em um caminho diplomático adiante”.

A União Europeia também condenou a prisão. “Muito preocupado com a detenção temporária do embaixador do Reino Unido Rob Macaire no Irã. O respeito total da Convenção de Viena é obrigatório. A UE pede desescalada e espaço para diplomacia”, disse o chefe da diplomacia do bloco, Josep Borrell Fontelles.

Segundo o Ministério de Relações Exteriores do Irã, em comunicado, “Macaire foi preso na noite de sábado por participar de uma reunião ilegal, mas foi libertado por causa de sua imunidade diplomática após ser identificado”.

Ainda segundo a nota, o Irã convocou o embaixador britânico para prestar esclarecimentos “por seu comportamento não convencional e participação em comícios ilegais em Teerã”.

O governo do Irã admitiu no sábado ter derrubado o avião ucraniano que caiu na quarta-feira passada perto de Teerã, e o atribuiu a “um erro humano”, confundindo-o com um míssil de cruzeiro devido à situação de alerta por conta da escalada de tensão com os Estados Unidos. A admissão de culpa levou a uma série de protestos contra o governo iraniano.