Em cinco dias, bancos renegociam cerca de R$ 500 milhões em dívidas pelo Programa do Desenrola

617

São Paulo – A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou no sábado (22/7) que, nos cinco primeiros dias do Programa Desenrola Brasil, os bancos associados à entidade repactuaram dívidas que chegam a quase R$ 500 milhões em volume financeiro, exclusivamente pela Faixa 2, em mais de 150 mil contratos de dívidas. Os clientes poderão aderir ao programa até o dia 31 de dezembro.

Nesse mesmo período, os bancos retiraram as anotações negativas (desnegativaram) de mais de 2 milhões de registros de clientes que tinham dívidas bancárias de até R$ 100,00.

“Os números reforçam o compromisso dos bancos brasileiros com o sucesso do programa Desenrola Brasil. Idealizado pelo Governo Federal e com o apoio da Febraban, o Programa Desenrola Brasil tem como principal objetivo reintroduzir pessoas com restrição de crédito na economia, permitindo melhores condições de renegociação de suas dívidas”, disse a federação, em nota.

A Febraban esclarece que cada banco tem sua estratégia de negócio, adotando políticas próprias para adesão ao Programa. As condições para renegociação das dívidas, nessa etapa, serão diferenciadas e caberá a cada instituição financeira, que aderir ao programa, defini-la.

Os dados serão atualizados pela Febraban periodicamente, informou a entidade.

BANCO DO BRASIL SUPERA R$ 1 BI EM RENEGOCIAÇÕES DE DÍVIDAS

Na noite de sexta-feira (21/7), o Banco Brasil (BB) informou que já renegociou R$ 1 bilhão na primeira semana do Desenrola. De 17 a 21 de julho, o banco informou que cerca de 75,8 mil clientes tiveram acesso a condições especiais para renegociação de dívidas, não só por meio do programa – que é uma iniciativa do governo federal e que conta com apoio da Febraban, do BB e de outras instituições financeiras e entidades de proteção ao crédito -, mas também por condições especiais do BB para outros públicos (pessoas físicas em geral e também micro e pequenas empresas).

Na segunda-feira, o BB aproveitou a força do Programa Desenrola e ampliou o alcance para demais públicos inadimplentes, inclusive micro e pequenas empresas.

A presidenta do Banco do Brasil, Tarciana Medeiros, comemora o bom resultado e afirma que o BB tem a perspectiva de ser uma das principais instituições financeiras em número de renegociações, ao longo do programa. “Consideramos o Desenrola um programa que marcará época sempre que se falar em soluções para regularizar a vida financeira das pessoas. O arcabouço financeiro que sustenta o programa contou com a contribuição do mercado e do governo. Foi essa parceria que já tem permitido ao Desenrola, nesta primeira semana, ser acessível a milhares de brasileiros que querem voltar a ter crédito e a consumir, ao mesmo tempo em que garante aos bancos condições financeiras condizentes com seus modelos de atuação”, constata Tarciana Medeiros.

“O Desenrola tem total aderência com o papel do Banco do Brasil, que, em sua atuação, concilia seus objetivos comerciais com o apoio ao desenvolvimento do país. Em apenas uma semana, tivemos mais de 75 mil clientes desenrolados no BB. Um destaque especial para as micro e pequenas empresas, um dos setores que mais emprega no Brasil. Ou seja, é um programa que também vai apoiar na geração de emprego e renda.”, complementa Tarciana.

Dos 75 mil clientes que renegociaram dívidas neste período, cerca de 34 mil fazem parte do público Faixa 2 do programa Desenrola, que renegociaram volume total de mais de R$ 255 milhões. Outros mais de 35 mil clientes pessoas físicas em geral aproveitaram as condições especiais, ampliadas pelo BB decorrentes do programa Desenrola, e renegociaram mais de meio bilhão de reais. Por fim, aproximadamente 6 mil micro e pequenas empresas já renegociaram R$ 230 milhões.

Condições

Como forma de atender às necessidades dos clientes, reforçar o apoio ao Programa e diversificar as possibilidades de ampliação dos resultados do semestre, alinhados à Estratégia Corporativa, o BB criou condições negociais diferenciadas para os seus clientes beneficiados pelo Desenrola e ampliou o alcance para os demais públicos inadimplentes, inclusive micro e pequenas empresas.

O BB oferta descontos de até 25% nas taxas de juros de renegociação, descontos de até 96% nas dívidas e prazo de até 120 meses para pagamento, para os públicos selecionados. Além de condições mais atrativas, o Banco disponibiliza os seus canais de atendimento para proporcionar comodidade, agilidade e praticidade aos beneficiários do Programa clientes do Banco.