Efeito da pandemia sobre as distribuidoras é de R$ 16 bi, diz MME

151
Foto: Alain Schroeder/União Europeia

São Paulo – O Ministério de Minas e Energia informou que o efeito estimado da pandemia Covid sobre as distribuidoras de energia atualmente é de valor de R$ 16 bilhões no acumulado desde 18 de março do ano passado, sendo R$ 4 bilhões devido ao aumento da inadimplência. A inadimplência acumulada no período alcançou 4%.

Segundo o boletim de monitoramento da pandemia da pasta, a inadimplência de curto prazo, ou seja, dos últimos 60 dias, alcançou 0,8% contra a média mensal do ano de 2019 de 1,93% e avaliou que não houve impacto mensal atribuível à pandemia de covid-19, considerando os dados desse período e as premissas adotadas pelo Gabinete de Monitoramento do Setor Elétrico (GMSE), da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

No acumulado do mês de novembro, a inadimplência ficou em 5,22%, contra uma média de 3,75% de janeiro a outubro de 2020 e uma média mensal de 1,93% de todo o ano de 2019, informou o ministério.