Efeito coronavírus faz BC da Austrália cortar juros

285
Fachada do edifício do banco central da Austrália. (Foto: Divulgação/Reserve Bank of Australia)

São Paulo – O banco central da Austrália reduziu a taxa referencial de juros em 0,25 ponto porcentual, para 0,50% ao ano, e tomou a decisão “para apoiar a economia conforme ela responde ao surto global do coronavírus”, disse a instituição em um comunicado.

“O coronavírus deixou nebulosa a perspectiva de curto prazo para a economia mundial e significa que o crescimento mundial no primeiro semestre de 2020 será menor que o inicialmente previsto”, disse o banco central australiano.

“Antes do surto, havia sinais de que a desaceleração na economia mundial que começara em 2018 estava chegando ao fim. É muito cedo para dizer o quão persistentes os efeitos do coronavírus serão e em que pondo a economia mundial vai retornar ao caminho de recuperação”, acrescentou.

Na Austrália, o banco central considera que o coronavírus deve adiar o avanço do mercado de trabalho em direção ao pleno emprego e o cumprimento da meta de inflação.

“A taxa de desemprego aumentou em janeiro para 5,3% e está perto de 5,25% desde abril do ano passado. O crescimento dos salários continua tímido e não deve aumentar por algum tempo. Uma elevação gradual dos salários seria um acontecimento bem-vindo e é necessária para que a inflação fique de forma sustentável dentro da meta de 2% a 3%.”

“O comitê portanto julgou que era apropriado afrouxar mais a política monetária para oferecer estímulo adicional ao emprego e à atividade econômica. Ele continuará a monitorar os acontecimentos de perto e a avaliar as implicações do coronavírus para a economia. O comitê está preparado para afrouxar mais a política monetária para apoiar a economia australiana”, disse o banco central.