É preciso enfrentar a pandemia e não se acovardar, diz Bolsonaro

    268
    O presidente da República, Jair Bolsonaro. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

    Brasília – O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a afirmar que é necessário “enfrentar” a pandemia de coronavírus e não “se acovardar perante aquilo que não podemos fugir”. Bolsonaro participou da entrega de títulos de propriedades rurais em Sorriso (MT).

    “Vocês não entraram na conversinha mole de ficar em casa e a economia a gente vê depois. Isso é para os fracos. O vírus é uma realidade e temos que enfrentá-lo, nada de se acovardar perante aquilo que não podemos fugir”, afirmou.

    O presidente disse ainda que o agronegócio foi quem evitou que o Brasil entrasse em um “colapso econômico”. Em Sinop (MT), onde o presidente recebeu homenagem de representantes do agronegócio, Bolsonaro disse que o Brasil é um “exemplo” para o mundo e que os incêndios que tem acontecido no país são normais e acontecem sempre ao longo dos anos.

    Segundo o presidente, esse tipo de ataque acontece porque “quanto mais nos atacarem melhor para os nossos concorrentes, poque temos aquilo de melhor que é o nosso agronegócio”.

    O presidente defendeu ainda que não há necessidade de aumentar as áreas demarcadas para índios e quilombolas.

    “Eu gravei um discurso para ONU, que seria presencial como no ano passado, e no ano passado falamos do agronegócio e falamos também que é inadmissível o país ter uma quantidade de terra demarcada que temos para índios e quilombolas. Eles são nossos parceiros e merecem sua terra, mas dentro da razoabilidade”.