É cedo para avaliar efeito do coronavírus na economia, diz FMI

235
A diretor-geral do FMI, Kristalina Georgieva. (Foto: Joshua Roberts/FMI)

São Paulo – O Fundo Monetário Internacional (FMI) indicou que ainda é cedo para avaliar o impacto do novo surto de coronavírus na economia global e espera fazer uma avaliação nas próximas análises antes da cúpula do G-20 (grupo que reúne economias mais industrializadas e países emergentes), em novembro.

“Levaremos essa situação em consideração ao emitirmos nossas avaliações econômicas periódicas. Teremos uma reunião do G-20 e faremos uma atualização de nossa avaliação econômica na ocasião”, disse o diretor de comunicações do FMI, Gerry Rice.

Rice disse que é possível que o FMI seja capaz de ver algo um pouco mais específico e concreto naquele momento.

O novo coronavírus foi detectado pela primeira vez na cidade chinesa de Wuhan, em dezembro. Desde então, o vírus se espalhou na China e em pelo menos 18 outros países. A epidemia já deixou 170 mortos e mais de 7.700 infectadas na China.