Dívida dos EUA deve alcançar recorde de 202% do PIB em 2051, prevê CBO

Foto: Freeimages.com/ Mokra

São Paulo – O Escritório de Orçamento do Congresso dos Estados Unidos (CBO, na sigla em inglês), órgão independente de partidos, prevê que a dívida pública alcançará um recorde de 202% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2051, devido aos custos da crise da pandemia de covid-19 e do serviço da dívida.

A previsão é de que, até o final de 2021, a dívida seja igual a 102% do PIB, alcançando 107% do PIB e ultrapassando seu máximo histórico em 2031, e quase dobrando para 202% do PIB em 2051, de acordo com o CBO, em relatório divulgado ontem.

“A dívida alta e crescente como porcentagem do PIB aumenta os custos de empréstimos federais e privados, retarda o crescimento da economia produção e aumenta o pagamento de juros no exterior”, diz o relatório.

“Uma crescente carga de dívida pode aumentar o risco de uma crise fiscal e inflação mais alta, bem como prejudicar a confiança no dólar norte-americano, tornando mais caro financiar a atividade pública e privada nos mercados internacionais”.

O CBO espera que o Produto Interno Bruto (PIB) real, ajustado pela inflação, cresça 1,8% ao ano, em média, no período de 2021 a 2051, abaixo do crescimento médio de 2,3% nas últimas três décadas, e um pouco melhor do que a agência projetou no ano passado.