Diferenças políticas sobre novos estímulos permanecem, diz Kudlow

312
Kudlow EUA Casa Branca
Assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow. Foto: Divulgação/ Casa Branca

São Paulo – As diferenças políticas nas negociações de um novo pacote de estímulos permanecem, mas tanto o governo norte-americano como a oposição democrata estão trabalhando para a liberação de ajuda extra para a apoiar a economia em um momento no qual os casos de covid-19 seguem aumentando nos Estados Unidos, segundo o principal conselheiro econômico da Casa Branca, Larry Kudlow.

“As diferenças políticas permanecem. [O líder da maioria no Senado Mitch] McConnell e o presidente [Donald] Trump não concordam com o resgate de governos estaduais e municipais que eram mal geridos antes da pandemia”, disse ele em entrevista para a Bloomberg TV.

De acordo com Kudlow, o ideal é a aprovação de um pacote direcionado, base em três pilares: programa de proteção ao pagamento (PPP), auxílio aos desempregados e assistência à covid-19.

“Defendemos o PPP para apoiar as pequenas empresas norte-americanas; defendemos uma ajuda financeira aos desempregados e também uma assistência relacionada à covid-19 para que as escolas continuem abertas”, afirmou.

Questionado sobre valores e prazos, Kudlow não quis se manifestar. “Não vou entrar nesse jogo de números e datas, mas o importante é que as pessoas saibam que a ajuda está a caminho”, acrescentou.

As negociações sobre uma nova rodada de estímulos foram destravadas nesta semana, depois meses de impasse. O governo e a oposição democrata negociam com base em uma proposta bipartidária de US$ 908 bilhões apresentada por um grupo de deputados e senadores.