Desemprego no Brasil aumenta a 13,1% em julho, diz IBGE

229
Carteira de trabalho. (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

São Paulo – A taxa de desemprego no Brasil em julho aumentou para 13,1%, ante 12,4% no mês anterior, segundo os resultados de uma pesquisa mensal especial conduzida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para medir os impactos da covid-19.

O número de pessoas desempregadas em julho atingiu 12,3 milhões, enquanto a população ocupada caiu para 81,5 milhões de trabalhadores. Neste grupo, 9,7 milhões estavam afastados do trabalho, e 6,8 milhões deles estavam nessa situação devido ao distanciamento social, queda 42,6% em relação ao total de pessoas afastadas em junho.

“Isso corresponde a menos da metade das pessoas que estavam afastadas em maio, quando a pesquisa começou. Elas retornaram ao trabalho ou podem ter sido demitidas”, explicou a coordenadora da pesquisa, Maria Lúcia Vieira.

Dos que estavam afastados do trabalho, 3,2 milhões estavam sem a remuneração. No mês anterior, quase metade dos afastados (48,4%) estava sem remuneração. No grupo dos não afastados do trabalho, 8,4 milhões estavam trabalhando de forma remota, ou 11,7% da população ocupada que não estava afastada.