Democratas e republicanos devem trabalhar juntos pelo país, diz Biden

329
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em discurso / Foto: Campanha de Joe Biden

São Paulo – O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, fez seu discurso de Ação de Graças – feriado celerado amanhã – defendendo a unidade do país e pedindo que democratas e republicanos trabalhem juntos para a recuperação da economia e manutenção da liderança norte-americana no cenário global.

“Temos muito trabalho pela frente e não será um trabalho rápido, mas nunca estive tão otimista com o futuro dos Estados Unidos como agora”, disse ele. “Acredito que podemos liderar o mundo pelo poder do exemplo e não mais como um exemplo de poder”, acrescentou.

Segundo Biden, sua vitória nas eleições presidenciais de 3 de novembro é a representação da vontade da população de mudar os rumos do país. “O recorde de eleitores registrados reforça a democracia nos Estados Unidos e representa a vontade do povo de mudar”, afirmou ele. O voto não é obrigatório nos Estados Unidos. “As eleições foram seguras, limpas e transparentes e precisamos reconhecer seu resultado”, acrescentou.

A declaração acontece em um momento no qual o presidente norte-americano, Donald Trump, ainda não reconheceu a derrota no pleito, mas autorizou o inicio do processo de transição de poder, permitindo a liberação de recursos federais e o acesso da equipe de Biden a documentos secretos.

Biden vinha dizendo que sem a transição pacífica seu trabalho no combate à pandemia estaria comprometido e milhares de vidas seriam colocadas em risco.

No discurso de hoje, o presidente eleito pediu que as pessoas tenham paciência no combate à pandemia do novo coronavírus e que sigam as medidas de higiene e distanciamento social. Em uma entrevista na noite de ontem, Biden classificou a pandemia como sua prioridade de governo.