Demanda total da Gol cai 93,7% em maio

263

São Paulo – A demanda total por voos da Gol caiu 93,7% em maio na comparação com o mesmo mês do ano passado, para 197 milhões de passageiros por quilômetros transportados (RPK) – número de passageiros pagantes multiplicados pela distância de cada voo -, como reflexo da diminuição da frota no ar em virtude da pandemia causada pelo novo coronavírus.

A oferta total, por sua vez, caiu 93,1% e somou 264 milhões de assentos-quilômetros oferecidos (ASK) – número de poltronas disponíveis multiplicado pela distância de cada voo – na mesma base de comparação. A taxa de ocupação total caiu 7,3 pontos porcentuais (pp) em maio, para 74,8%.

Ao todo, foram transportados 164 mil passageiros, e houve 1.370 decolagens no período (sendo nenhum voo internacional), o que representa quedas de 94% e 93% na comparação anual. respectivamente.

No mercado doméstico, a demanda diminuiu 92,7% no mês passado quando comparada à do mesmo mês de 2019, em 197 milhões de RPK, enquanto a oferta retraiu 91,9%, a 264 milhões de ASK. No período, a taxa de ocupação caiu 8,3 pp, a 74,8%. Em maio, a empresa não tirou nenhuma aeronave do solo com destinado internacional.

Na comparação com abril, a demanda no mercado doméstico aumentou 5% e a oferta 12,1%, enquanto a taxa de ocupação foi de 74,8% em maio.