Demanda democrata por voto pelo correio atrasa conversas de alívio, diz Trump

117
O presidente norte-americano, Donald Trump. Foto: Divulgação/ Casa Branca

São Paulo — A demanda dos democratas por financiamento para a realização de votação pelo correio nas eleições presidenciais de novembro está contendo o avanço nas negociações pelo novo  pacote de estímulos, disse o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“É culpa deles”, disse Trump, em entrevista à “Fox Business”. “Eles querem US$ 3,5 bilhões para algo que é fraudulento (…) para votos pelo correio, cédulas universais por correio. Eles querem US$ 25 bilhões para os correios. Eles precisam desse dinheiro para que funcione e eles possam receber esses milhões e milhões de cédulas”, disse.

“Se não fizermos um acordo, isso significa que eles não receberão o dinheiro e não terão votação universal pelo correio”, afirmou. Republicanos e democratas no Congresso negociam o quatro pacote, de US$ 1 trilhão, de estímulos econômicos em meio a pandemia do novo coronavírus.

Trump criticou a proposta de votos por correspondência, dizendo que será uma eleição manipulada e “a maior fraude da história”. Para o presidente, “não há nada de errado em sair e votar” em meio à pandemia do novo coronavírus.

Por fim, Trump mostrou confiança em sua reeleição e em uma maioria republicana na Câmara dos Deputados. “Vou ganhar uma segunda vez porque as pessoas fizeram fortuna comigo”, disse, acrescentando que, em um segundo mandato, ele continuará a cortar os regulamentos e reduzir os impostos sobre ganhos de capital para 15%.