Déficit em conta corrente soma US$ 3,487 bi em setembro

144

Por Gustavo Nicoletta

Brasília – O déficit em conta corrente do Brasil cresceu dezessete vezes em setembro na comparação com o mesmo período do ano passado, para US$ 3,487 bilhões, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central (BC). No acumulado de janeiro a setembro, houve déficit de US$ 34,055 bilhões, alta de 83,43% em base anual, e em 12 meses o déficit em conta corrente soma US$ 37,435 bilhões, ou o equivalente a 2,05% do PIB.

O superávit na conta de capital diminuiu 24,48% em setembro na comparação com o mesmo período do ano passado, para US$ 25 milhões, e no acumulado de janeiro a setembro houve superávit de US$ 313 milhões, queda de 17,66% em relação a um ano antes. Na conta financeira, o déficit cresceu sete vezes em setembro na comparação com o mesmo período do ano passado, para US$ 3,508 bilhões, e no acumulado do ano houve déficit de US$ 35,838 bilhões, alta de 78,49% em base anual.

O déficit no balanço de pagamentos atingiu US$ 8,134 bilhões em setembro, após superávit de US$ 8,134 bilhões no mesmo período do ano passado, e no acumulado de janeiro a setembro houve déficit de US$ 5,148 bilhões, ante saldo positivo de US$ 11,512 bilhões um ano antes.

O investimento direto no país diminuiu 20,35% em setembro ante o mesmo período do ano passado, para US$ 6,306 bilhões, e no acumulado do ano soma US$ 47,519 bilhões, queda de 11,93% em relação a um ano antes. Em 12 meses o investimento estrangeiro no país soma US$ 70,382 bilhões, ou o equivalente a 3,85% do PIB.