CPI da covid-19 aprova nova convocação de Pazuello

O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em depoimento no Senado. (Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado)

Brasília – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura omissões do governo federal no combate à pandemia aprovou, há pouco, requerimentos de convocação do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello e do ex-assessor especial da presidência da República, Arthur Weintraub, irmão do ex-ministro.
O argumento do requerimento relativo à reconvocação de Pazuello se embasa nas novas informações da secretária Mayra Pinheiro, em depoimento realizado esta terça-feira (26), que mostraram contradições nas informações antes dadas pelo ex-ministro em seu depoimento.

Os senadores aprovaram também a convocação de governadores estaduais para depoimentos ao colegiado. Entre eles, o governador do Estado do Amazonas, Wilson Lima, o governador do Pará, Helder Barbalho, do Amapá, Waldez Góes, do Piauí, Wellington Dias, de Rondônia Marcos Rocha.

Os requerimentos aprovados há pouco acontecem em decorrência de intimações de governadores de estados que receberam de alguma forma operações do ministério Federal Polícia Federal referente a possível desvio de verbas para o combate à covid. Também foram aprovadas as convocações do ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, governador de Tocantins, Mauro Carlesse e Carlos Moisés, governador de Santa Catarina.