Correios e Telebras entram na lista de privatizações

A secretaria especial do PPI, Martha Seillier,o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Brasília, 21 – O governo federal anunciou a inclusão de oito empresas na lista de estatais cuja privatização está em fase de avaliação. Entre as mais importantes, estão os Correios, a Telebras, e a Codesp.

O governo também disse que pretende vender 20,785 milhões de ações do Banco do Brasil. Esta participação equivale ao excedente de ações em relação ao mínimo necessário para que a União mantenha o controle acionário do banco.

A Eletrobras ficou fora da lista apresentada ontem porque a privatização da companhia requer aprovação do Congresso, mas também está na fila da venda de ativos.

O governo disse que não sabe se vai privatizar a Petrobras integralmente, mas sinalizou que a venda da área de refino está sendo avaliada pela equipe econômica.

Segundo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o plano de privatização da Petrobras “muito provavelmente” continuará como está. “Estamos trabalhando e aquilo que é adequado e possível está sendo feito”, disse ele.

“Já privatizamos a BR distribuidora e a área de gás. A Petrobras no refino ainda não foi incluída porque o MME ainda está fazendo estudos”, afirmou o ministro.

A Petrobras já está em processo de venda de parte das refinarias que possui, mas o anúncio do governo indica que toda a divisão pode sair das mãos da estatal próximos anos.

Até o momento, a Petrobras divulgou que pretende colocar à venda oito refinarias que, em conjunto, tem capacidade para processar 1,1 milhão de barris por dia de petróleo – ou quase metade da capacidade de refino no Brasil.

A venda delas ocorrerá em duas fases. Na primeira, iniciada hoje, estão incluídas a Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco, a Refinaria Landulpho Alves (RLAM), na Bahia, a Refinaria Presidente Getúlio Vargas (REPAR), no Paraná, e a Refinaria Alberto Pasqualini (REFAP), no Rio Grande do Sul.

Depois, devem ser vendidas a Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), a Refinaria Gabriel Passos (REGAP), a Refinaria Isaac Sabbá (REMAN) e a Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (LUBNOR).

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com