Controle de Senado dos EUA será decidido em segundo turno na Georgia

176
Fachado do Capitólio, em Washington / Foto: Divulgação / Governo britânico

São Paulo – O controle do Senado dos Estados Unidos será decidido em uma votação no segundo turno da Georgia, no dia 5 de janeiro, onde duas vagas estão em questão. A apuração das urnas continua na Carolina do Norte e no Alasca.

Segundo a Associated Press (AP), os republicanos conquistaram 48 assentos no Senado, os democratas contam com 46 e outros partidos independentes com dois. São necessários 51 assentos para um partido conquistar a maioria. Os senadores independentes apoiam os democratas.

Ao todo, 31 das 35 cadeiras disponíveis nesta eleição já foram definidas. Na Georgia, nenhum candidato obtive mais de 50% dos votos, e assim os dois mais votados para cada uma das vagas foram para o segundo turno.

Uma das vagas é disputada pelo democrata Raphael Warnock, que obteve 32,9% dos votos, e pela republicana Kelly Loeffler, que contou com 25,9%. A outra vaga é disputada pelo republicano David Perdue, com 49,8% dos votos, e pelo democrata Jon Ossof, com 47,9% dos votos.

Na Carolina do Norte, o republicano Thom Tillis está na liderança com 48,7% dos votos, ante os 47% do democrata Cal Cunningham. Da mesma forma, o republicano Dan Sullivan tem vantagem no Alasca, com 62,3% dos votos, ante 32,1% do democrata Al Gross.

Os democratas conseguiram duas cadeiras no Senado atualmente detidas pelos republicanos, no Colorado e no Arizona, segundo a AP, e perderam uma cadeira no Alabama. Já os republicanos conquistaram vitórias importantes em Iowa e Maine.