Contrato com Pemex continua; empresa não recebeu nota de crédito

210

São Paulo – A Braskem informou que o contrato para o fornecimento de etano entre sua subsidiária Braskem Idesa e a Pemex permanece em vigor e válido, embora a empresa não tenha recebido da estatal mexicana a nota de crédito no valor de US$ 26 milhões, como pagamento por dano pelo fornecimento de insumo em volume inferior ao estabelecido no contrato.

“A Braskem Idesa vem mantendo diálogos com a Pemex em busca da preservação dos seus direitos e de uma solução para a questão e, caso necessário, tomará as medidas contratuais cabíveis”, diz o comunicado.

Além disso, a empresa afirmou que o contrato de etano com a Pemex é parte integrante da estrutura contratual do financiamento do complexo petroquímico no México.

Em entrevista no começo da semana, o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, afirmou que o governo vai tomar todas as medidas caso seja comprovado o pagamento de propina entre as empresas para o fornecimento do etano.