Conta de luz terá bandeira vermelha 2 em junho

Foto: Alain Schroeder/União Europeia

São Paulo – A bandeira tarifária em junho será vermelha patamar 2, com custo de R$ 6,243 para cada 100kWh consumidos, informou a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Segundo o órgão, junho começa com os principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN) em níveis mais baixos para essa época do ano.

“Essa conjuntura pressiona os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto de prazo (PLD), levando à necessidade de acionamento do patamar 2 da Bandeira Vermelha. O PLD e o GSF são
as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada”, disse a Aneel.

BANDEIRA TARIFÁRIA

Desde o ano de 2015, as contas de energia passaram a contar com o sistema de bandeiras tarifárias, nas cores verde, amarela e vermelha, que indicam se haverá ou não acréscimo no valor da energia a ser repassada ao consumidor final, em função das condições de geração de eletricidade.

Segundo a agência, o sistema de bandeiras tarifárias fatura todos os consumidores cativos das distribuidoras de energia elétrica, com exceção daqueles localizados em sistemas isolados.

Cada modalidade apresenta as seguintes características:

Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo

Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,01343 para cada quilowatt-hora (kWh) consumidos

Bandeira vermelha – Patamar 1: condições mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,04169 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

Bandeira vermelha – Patamar 2: condições ainda mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,06243 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

Bruno Soares / Agência CMA

Copyright 2021 – Grupo CMA