Construção criou 20,7 mil empregos no país em novembro, diz SindusCon

115

São Paulo – A construção abriu 20.724 postos formais de trabalho em novembro, constituindo-se no quarto setor que mais elevou seu nível de emprego no mês, atrás dos serviços, que abriu 179.261 empregos, do comércio com 179.077 vagas e da indústria, com 51.457, segundo dados do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP).

O saldo entre admissões e demissões na construção no acumulado do ano continua positivo. De janeiro a novembro, o setor criou 157.881 vagas, uma variação de 7,29%. Ao final de novembro, a construção empregava 2,3 milhões trabalhadores com carteira assinada no país.

Já o saldo entre admissões e demissões entre todos os setores da atividade econômica no país resultou na abertura de 414.556 vagas em novembro. Pela primeira vez desde o início da pandemia, houve um saldo positivo no acumulado do ano: a abertura de 227.025 vagas.

Das novas vagas abertas pela construção em novembro, 9.153 foram no Estado de São Paulo. Os Estados que mais geraram empregos no setor no mês foram Paraíba (2.981), Paraná (2.158), Bahia (1.047), Ceará (1.038) e Rio Grande do Sul (1.012).