Congresso dos EUA avança em pacote amplo de estímulos, diz Schumer

146
Fachado do Capitólio, em Washington / Foto: Divulgação / Governo britânico

São Paulo – O líder da maioria no Senado dos Estados Unidos, o democrata Chuck Schumer, garantiu que uma ampla rodada de alívio ao novo coronavírus será aprovada para apoiar a recuperação da economia norte-americana, que ainda sente os efeitos da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

“Vamos avançar para aprovar um pacote maior e que seja capaz de fornecer pagamentos direitos às famílias e ajuda aos desempregados”, disse ele em coletiva de imprensa. “Uma ajuda significativa está a caminho”, acrescentou.

No final do ano passado, o Congresso aprovou um pacote de US$ 900 bilhões após semanas de desentendimentos entre os democratas e o governo do então presidente norte-americano, Donald Trump.

“A ajuda aprovada no ano passado forneceu um alívio imediato, mas a economia precisa de uma rodada mais ampla e imediata para retirar a economia das sombras, caso contrário, a recuperação será longa e dolorosa”, afirmou Schumer.

Os comitês da Câmara dos Deputados começaram a trabalhar para transformar o plano de alívio ao novo coronavírus do presidente norte-americano, Joe Biden, de US$ 1,9 trilhão em um projeto que pode se tornar lei. Os democratas estão usando um procedimento chamado reconciliação, que permite que passem a legislação pelo Senado com maioria simples e não com o mínimo de 60 votos.

Ainda assim a aprovação final dos estímulos deve enfrentar obstáculos. Nesta semana, os democratas do Congresso rejeitaram os apelos de alguns legisladores moderados para reduzir o número de pessoas elegíveis para os pagamentos diretos de US$ 1.400 na proposta de alívio de Biden, propondo um limite de renda de US$ 75.000 anuais, o mesmo da última rodada de cheques de US$ 600.