Confiança do setor de serviços sobe pelo 2º mês seguido em junho

165

São Paulo – O índice de Confiança do setor de Serviços (ICS) subiu pelo segundo mês seguido, em 11,2 pontos em junho em relação a maio, a 71,7 pontos, conforme dados divulgados pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Apesar da alta acumulada de 20,6 pontos nos últimos dois meses, o indicador recuperou apenas 48% das perdas sofridas no bimestre entre março e abril, sob impacto da pandemia de coronavírus.

Com isso, o setor de serviços encerrou o segundo trimestre de 2020 com queda de 30 pontos, o que representa o maior recuo trimestral da série histórica, iniciada em 2008. Segundo a FGV, embora a confiança das empresas que prestam serviços tenha aumentado consideravelmente entre maio e junho, o resultado geral do setor foi negativo nos dois primeiros trimestres do ano.

Além disso, o economista da FGV/IBRE Rodolpho Tabler diz que é preciso avaliar com cautela a alta expressiva de junho, pois a base de comparação é muito baixa. “Outro ponto a ser considerado é a dinâmica dessa recuperação, ainda muito mais influenciada pela melhora das expectativas com os próximos meses”, emenda.

Segundo Tabler, o pior momento parece estar ficando para trás, “mas a elevada incerteza deixa o cenário de retomada ainda sem precisão”. A abertura do dado mensal mostra que houve variação positiva da confiança do setor em todas as 13 atividades pesquisadas e foi determinada pela melhora da avaliação tanto sobre o presente quanto em relação ao futuro.

Na passagem de maio para junho, o Indice de Situação Atual (ISA) subiu 7 pontos, a 64 pontos, enquanto o Indice de Expectativas (IE) cresceu 15,1 pontos, a 79,8 pontos, mas ainda sem retornar aos níveis pré-pandemia. Já o Nível de Utilização da Capacidade (NUCI) do setor de serviços caiu pela quarta vez seguida, em -0,8 ponto percentual (pp), a 77,2%, renovando o mínimo histórico da série, iniciado em abril de 2013.

A edição deste mês coletou informações de 1.454 empresas entre os dias 1 e 25. A próxima divulgação da sondagem de serviços será em 30 de julho.