Confiança do setor de serviços cai em outubro, diz FGV

155

Por: Olívia Bulla

São Paulo – O índice de Confiança do setor de Serviços (ICS) manteve em outubro a trajetória errática vista nos últimos meses e caiu 0,4 ponto, a 93,6 pontos, em relação a setembro, quando subiu 1,7, vindo de uma queda em agosto. Os dados foram divulgados pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

A queda da confiança no setor atingiu oito das 13 atividades pesquisas e foi determinada pela piora da avaliação sobre o futuro. Em base mensal, o Indice de Situação Atual (ISA) avançou 2,8 pontos, a 92,7 pontos, enquanto o Indice de Expectativas (IE) recuou 3,6 pontos, a 94,6 pontos, atingindo o menor nível desde maio.

Dentre os quesitos que compõem os subíndices, no âmbito do ISA, destaque para a contribuição expressiva vinda do indicador de volume de demanda atual. Já o IE foi influenciado pelo indicador de demanda para os próximos três meses.

Por sua vez, o Nível de Utilização da Capacidade (NUCI) do setor de serviços avançou 1,3 ponto percentual (pp) entre setembro e outubro, a 82,0%, interrompendo uma sequência de três quedas seguidas.

O economista da FGV/IBRE Rodolpho Tabler, destaca que a ligeira queda da confiança do setor de serviços decorre de movimentos em sentidos opostos. “Essa combinação de resultados sugere continuidade do cenário de recuperação gradual do setor sem perspectivas de uma aceleração expressiva nos próximos meses”, avalia.

A edição deste mês coletou informações de 1.927 empresas entre os dias 1 e 25. A próxima divulgação da sondagem de serviços será em 29 de novembro.