Confiança do consumidor cai em setembro, diz CNI

139

Brasília – O consumidor mostra falta de confiança em setembro, segundo o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC), publicado pela Confederação Nacional da Indústria. O resultado é reflexo dos efeitos da pandemia sobre a economia, em especial sobre o emprego e a renda.

O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC) de setembro de 2020 ficou em 42,8 pontos, 3,3 pontos abaixo da média histórica do índice de 46,1 pontos, e 4,5 pontos abaixo do último resultado disponível, de dezembro de 2019, que foi de 47,3 pontos.

“Os consumidores estão pessimistas com relação à evolução futura dos preços, do desemprego e de sua renda. O aumento de preços em produtos específicos, sensíveis para o consumidor, está afetando a percepção do poder de compra e contaminando suas expectativas”, afirmou o gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo.