Confiança do consumidor cai em outubro, após duas altas

142

Por: Olívia Bulla

São Paulo – O Indice de Confiança do Consumidor (ICC) interrompeu duas altas seguidas e caiu em outubro, em 0,3 ponto em relação a setembro, a 89,4 pontos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado reflete piora em relação às expectativas para os próximos meses.

A abertura do dado mensal que o Indice de Situação Atual (ISA) ficou estável em 77,4 pontos, enquanto o Indice de Expectativas (IE) recuou 0,4 ponto, a 98,3 pontos, seguindo abaixo do nível neutro de 100 pontos pelo sétimo mês consecutivo.

Entre os quesitos que compõem o ICC, o indicador que mede o grau de otimismo com a situação econômica futura foi o que mais contribuiu para a queda da confiança neste mês. Em sentido oposto, o indicador que mede a satisfação do consumidor com o momento atual da economia avançou ao maior nível desde março.

Na análise por faixas de renda, houve queda da confiança dos consumidores com menor poder aquisitivo (renda familiar mensal até R$ 2,1 mil) e, em contrapartida, as famílias com renda superior a R$ 9,6 mil mostraram um aumento da intenção de compras.

A edição deste mês coletou informações de 1.788 domicílios entre os dias 1 e 21 de outubro. A próxima divulgação da sondagem do consumidor será em 25 de novembro.