Confiança do comércio começa 2021 em queda, diz FGV

São Paulo, 27 de janeiro de 2021 – O índice de confiança do comércio (Icom) caiu pelo quarto mês seguido, em 0,9 ponto em janeiro em relação a dezembro, passando de 91,7 pontos para 90,8 pontos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). No período, houve queda da confiança em três dos seis principais segmentos do setor.

A abertura do dado mostra que o resultado reflete a piora da avaliação apenas em relação ao cenário presente. Em base mensal, o Indice de Situação Atual (ISA-COM) recuou 3,6 pontos, a 90,0 pontos, no menor nível desde junho, enquanto o Indice de Expectativas (IE-COM) teve alta de 2,0 pontos, a 92,1 pontos, revertendo parte da queda no mês anterior (-2,6 pontos).

O coordenador da pesquisa na FGV, Rodolpho Tobler, observa que a confiança do comércio começa o ano de 2021 mantendo a tendência de queda observada desde o último trimestre de 2020, com a piora refletindo a cautela dos consumidores. Para ele, essa postura reflete o fim do auxílio emergencial do governo e a lenta recuperação do emprego.

“Diante desse cenário, ainda não é possível vislumbrar uma retomada consistente do setor nos próximos meses, que depende da recuperação do mercado de trabalho e da confiança do consumidor”, pondera.

A edição deste mês coletou informações de 803 empresas entre os dias 4 e 25 deste mês. A próxima divulgação da sondagem do comércio será em 25 de fevereiro.