Confiança de serviços volta a subir em abril depois de 3 meses em queda

O Índice de Confiança do setor de Serviços (ICS) subiu 4,1 pontos em abril em relação a março, a 81,7 pontos, interrompendo três meses seguidos de queda, conforme dados divulgados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Com o resultado, o indicador fica um pouco menos distante do nível pré-pandemia, a 94,4 pontos, visto em fevereiro do ano passado.

A abertura do dado mensal mostra que houve alta da confiança do setor em 12 das 13 atividades pesquisadas e foi determinada pela melhora da avaliação no índice de expectativas para os próximos meses.

“O resultado positivo da confiança de serviços precisa ser enxergado com cautela por dois motivos, primeiro porque compensa 73% das perdas do mês de março, mas também porque foi influenciada, quase totalmente, pelo retorno das expectativas ao nível ligeiramente superior ao de fevereiro”, adverte Rodolpho Tobler, economista do FGV IBRE.

Em base mensal, o Índice de Situação Atual (ISA) avançou 0,4 ponto, a 74,8 pontos, acomodando-se depois de três quedas seguidas. Já o Índice de Expectativas (IE) teve alta de 7,4 pontos, a 88,7 pontos, revertendo parte da queda acumulada nos três primeiros meses de 2021 (-10,7 pontos).

Segundo Tobler, a acomodação dos indicadores que representam a situação atual confirma as dificuldades enfrentadas pelas empresas do setor nos últimos meses. “A continuidade da recuperação nos próximos meses depende de sinalizações mais positivas em relação à pandemia e à ampliação do programa de vacinação”, observa ele.

A edição deste mês coletou informações de 1.482 empresas entre os dias 1 e 28. A próxima divulgação da sondagem de serviços será em 31 de maio.