Confiança da indústria sobe e segue no maior nível desde março de 2018

209

São Paulo – O Índice de Confiança da Indústria (ICI) subiu pela quarta vez seguida, em 0,5 ponto em fevereiro em relação a janeiro, a 101,4 pontos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado, o indicador seguiu no maior nível desde março de 2018, alcançado no mês anterior.

Para a economista da FGV, Renata de Mello Franco, a continuidade da tendência de recuperação da confiança industrial ancorou-se neste mês, sondagem ainda indica certa cautela. Segundo a FGV, a confiança avançou em 12 dos 19 segmentos industriais pesquisados neste mês e o resultado decorre da melhora da percepção dos empresários sobre o cenário presente.

Em base mensal, o Índice da Situação Atual (ISA) teve alta de 1,2 ponto, a 100,9 pontos, no maior valor desde outubro de 2013, enquanto o Índice de Expectativas (IE) oscilou em baixa de 0,2 pontos, a 101,8 pontos. Já o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) cresceu 0,5 ponto percentual (pp), a 76,2%, voltando aos níveis de outubro de 2018.

A abertura dos componentes do ICI mostra que, no âmbito do ISA, a maior contribuição veio da melhora na percepção dos empresários sobre a demanda. Já em relação ao IE, a queda do indicador sobre a produção prevista pesou mais que o aumento na evolução do ambiente de negócios e no volume de pessoal ocupado nos meses à frente.

A edição deste mês da confiança da indústria coletou informações de 1.148 empresas entre os dias 3 e 21. A próxima divulgação da sondagem industrial ocorrerá em 27 de março, sendo que a prévia deste levantamento sai no dia 20 do próximo mês.