Comitê da Petrobras rejeita dois indicados para conselho; AGE ocorre hoje

Foto: Divulgação/Petrobras

São Paulo – O Comitê de Pessoas da Petrobras não aprovou a indicação de dois dos 11 nomes escolhidos para compor o conselho de administração por terem atuado, nos últimos três anos, em empresas com relação direta com a estatal.

O nome de Marcio Andrade Weber não foi aprovado por ele ter sido diretor da Petroserv, empresa fornecedora e operadora de sondas da Petrobras até agosto de 2020.

Já Pedro Rodrigues Galvão de Medeiros teve a candidatura rejeitada por ter sido diretor do Citibank até dezembro de 2020. O banco foi responsável pela abertura de capital da BR Distribuidora.

Alguns candidatos também não foram aprovados por unanimidade pelo comitê, com ressalvas sendo feitas às indicações por terem atuado em empresas que podem ter conflito de interesses com a Petrobras ou por serem alvos de processos em andamento.

Apesar de não indicar dois nomes, a decisão final é dos acionistas da estatal, que se reunirão em assembleia geral extraordinária hoje à tarde para decidir a eleição dos novos membros do conselho de administração da Petrobras, além da eleição do novo presidente da companhia.

O presidente Jair Bolsonaro indicou o general Joaquim Silva e Luna para a presidência da estatal, que deve substituir Roberto Castello Branco, depois que Bolsonaro fez críticas à política de preços de combustíveis praticada pela empresa.

Edição: Danielle Fonseca (daniele.fonseca@cma.com.br)