Comissão Europeia autoriza comercialização de remdesivir para covid-19

318
Pílulas de medicamentos
Foto: Marcos Santes/USP Imagens

São Paulo – A Comissão Europeia autorizou a comercialização do remdesivir, produzido pela norte-americana Gilead Sciences, na Europa para todos indivíduos acima dos 12 anos que estejam contaminados com a doença e necessitando de assistência respiratória.

“A autorização condicional de introdução no mercado foi concedida no interesse da saúde pública devido à pandemia do covid-19 e foi baseada em uma revisão contínua dos dados de estudos iniciados em abril de 2020”, afirma a empresa em comunicado.

“Agradecemos a rápida revisão do remdesivir pela Agência Europeia de Medicamentos, em reconhecimento à natureza sem precedentes dessa pandemia”, disse o diretor médico da Gilead Sciences, Merdad Parsey.

“Esta autorização condicional de introdução no mercado é um passo importante à medida que trabalhamos juntos para atender às necessidades de tratamento de pacientes em toda a Europa”, acrescentou.

Segundo a empresa, a autorização de comercialização condicional na Europa é inicialmente válida por um ano, mas pode ser estendida ou convertida em uma autorização de comercialização incondicional após a apresentação e avaliação de dados confirmatórios adicionais.

A Gilead também informou que os ensaios clínicos em andamento continuam a avaliar a segurança e a eficácia do remdesivir, incluindo estudos de remdesivir em combinação com medicamentos anti-inflamatórios e em populações especiais, incluindo crianças.

Também estão sendo realizadas pesquisas sobre novas formulações experimentais de remdesivir que podem permitir estudos de remdesivir em estágios iniciais da doença.