Comissão da covid deve ouvir Wajngarten sobre tratativas com a Pfizer

Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária. (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Brasília –

A comissão temporária da Covid-19 aprovou nesta segunda-feira (3) requerimentos para ouvir o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes e o ex-chefe da Secretaria de Comunicação do governo federal, Fabio Wajngarten.

A iniciativa partiu da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), que pede para Wajngarten presare informações sobre as negociações iniciadas em setembro de 2020 para a aquisição do imunizante da farmacêutica Pfizer, bem como o motivo que levou o governo brasileiro a recusar a compra do lote de vacinas ofertado no ano passado.

A aquisição antecipada poderia ter acelerado o plano de vacinação no território brasileiro, segundo Gama. Ela explica em detalhes no relatório.

“Em 12 de setembro de 2020 o CEO [Chief Executive Office] mundial da Pfizer, Abert Bourla, enviou carta ao presidente da República na qual pediu celeridade nas negociações, devido à alta demanda de outros países e ao número limitado de doses. Essas negociações foram trabalhadas com a participação ativa do ex-chefe da Secretaria de Comunicação. Por isso, faz-se relevante suas informações quanto às tratativas iniciadas, bem como o motivo que levou o Brasil a recusar a compra do lote de vacinas ofertado no ano passado”, informa.

A comissão aprovou também requerimento para ouvir o ministro Marcos Pontes sobre o impacto que o corte no orçamento do Ministério da Ciência e Tecnologia causará nas pesquisas em andamento no país.