China está preocupada com decisão da Índia de banir aplicativos

200
tiktok, celular
O aplicativo chinês TikTok é um dos mais populares no mundo/ Créditos: Pixabay

São Paulo – O governo da China está preocupado com a decisão da India de banir mais de 100 aplicativos chineses do país, de acordo com o porta-voz do ministério de Comércio chinês, Gao Feng, em coletiva de imprensa.

“A China expressa sérias preocupações sobre isso e se opõe firmemente”, segundo Gao. “O lado indiano abusou do conceito de ‘segurança nacional” e adotou medidas restritivas discriminatórias contra as empresas chinesas”, disse o porta-voz. “A China apela à India para corrigir suas práticas erradas”.

Ele destacou que as práticas da India prejudicam não só os provedores de serviços chineses, mas também os consumidores indianos e o ambiente de investimento da Índia como uma economia aberta. “A cooperação econômica e comercial China-India é mutuamente benéfica e ganha-ganha”, segundo Gao.

“Espera-se que a India e a China mantenham em conjunto a situação de cooperação e desenvolvimento arduamente conquistada e criem um ambiente de negócios aberto e justo para investidores e prestadores de serviços internacionais, incluindo empresas chinesas”, concluiu ele.

O Ministério de Tecnologia da Informação da India anunciou ontem que proibiria o uso de 118 aplicativos de celulares chineses na India, alegando que “prejudicam a soberania e integridade da India, a defesa e a segurança do Estado”.

Em 29 de junho, o ministério já havia anunciado o bloqueio de 59 aplicativos chineses, incluindo a rede social de vídeos TikTok e o software de mensagens WeChat. Posteriormente, no final de julho, 47 outros aplicativos foram banidos, incluindo o Baidu Search.

A proibição vem em meio a tensões entre a China e a India devido a conflitos ao longo da Linha de Controle Real, que separa os dois países, na região de Ladakh. A China e a India disputam uma parte do território montanhoso do norte da região da Caxemira, além de cerca de 60 mil quilômetros quadrados no estado de Arunachal Pradesh.