China e EUA terão primeiro encontro presencial da gestão Biden no dia 18

Foto: Karolina Grabowska / Pexels

São Paulo – Autoridades norte-americanos e chinesas realizarão dois dias de encontros na próxima semana no Alasca na primeira reunião presencial entre representantes de alto escalão dos dois países desde que Joe Biden assumiu a presidente dos Estados Unidos.

“Vou me reunir em 18 de março com o diretor da República Popular da China, Yang Jiechi, e o conselheiro de Estado Wang Yi, no Alasca, para tratar de uma série de questões, incluindo aquelas em que temos profundas divergências”, disse o secretário de Estado norte-americano. Antony Blinken, no Twitter.

De acordo com agências internacionais, os chineses buscam um encontro entre Yang e membros do governo de Biden desde dezembro. Entre os tópicos do encontro estão a pandemia de covid-19, as mudanças climáticas e questões de desacordo, incluindo a posição da China sobre Hong Kong e pressão sobre Taiwan.

A reunião com os chineses acontecerá depois que Biden realizar, na sexta-feira, um encontro virtual com líderes do chamado Quad, um grupo estratégico visto como pilar contra o expansionismo chinês que inclui Austrália, Japão e Índia. Este será o primeiro encontro multilateral de Biden desde que assumiu a Casa Branca.

Biden vem destacando a importância de trabalhar com aliados em uma série de questões militares, tecnológicas, comerciais e de direitos humanos envolvendo a China.