China detecta vestígios do novo coronavírus em amostra de asa de frango do Brasil

277
Foto: Flickr / Laughlin Elkind

São Paulo – Autoridades da cidade de Shenzhen, no sul da China, informaram que uma amostra de asas de frango congeladas do Brasil deu positivo para o novo coronavírus em mais um caso de produto alimentício importado contaminado no país. Ontem, o governo chinês reportou a contaminação de embalagens de camarão vindas do Equador.

De acordo com comunicado do governo de Shenzhen, o novo coronavírus foi detectado na em uma amostra de superfície retirada de um lote de asas de frango durante a triagem de alimentos congelados importados no distrito de Longgang.

O Ministério da Agricultura do Brasil (Mapa) disse que não foi oficialmente notificado pelas autoridades chinesas sobre o ocorrido e reiterou que os produtos sob sua supervisão obedecem protocolos rígidos para garantir a saúde pública.

“O Mapa ressalta que, segundo a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) e a Organização Mundial da Saúde (OMS), não há comprovação científica de transmissão do vírus da covid-19 a partir de alimentos ou embalagens de alimentos congelados”, diz a nota.

As autoridades de saúde de Shenzhen rastrearam e testaram imediatamente as pessoas que podem ter entrado em contato com o produto, e todos os resultados deram negativos. Ainda segundo comunicado, todos os produtos relacionados em estoque foram lacrados e tiveram resultados negativos.

Hoje, a Organização Mundial da Saúde (OMS) minimizou os riscos de contágio do novo coronavírus por alimentos.