Chefe do governo de Hong Kong diz que violência está se tornando mais séria

A chefe do governo de Hong Kong, Carrie Lam. Foto: Divulgação/ Governo de Hong Kong

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – A chefe do governo de Hong Kong, Carrie Lam, disse que o aumento da violência está ficando mais sério nas manifestações da cidade, que já duram três meses.

“A paz permaneceu apenas por um curto período de tempo. No sábado e no domingo vimos outros protestos e escalda da violência”, disse ela, em coletiva de imprensa.

Segundo Lam, os manifestantes usam não apenas coisas e tijolos, mas armas para atacar a polícia, jogando bombas na polícia e em seus veículos e danificando lojas na região. “A escalada da violência está ficando mais séria”, afirmou.

Desde 9 de junho, Hong Kong vem sofrendo uma onda de protestos contra a controversa lei de extradição, que permitiria a entrega de acusados de crimes para a China continental. Os críticos deste regulamento temem a entrega de dissidentes políticos a Pequim.

Em 15 de junho, o governo de Hong Kong suspendeu a lei controversa, mas recusou-se a revogá-la completamente. Assim, os protestos continuaram pedindo o fim do projeto e um inquérito independente sobre como a polícia lida com os protestos, além da renúncia de Lam.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com