CDC dos EUA endossa vacina contra covid-19 da Jonhson & Johnson

Foto: União Europeia (UE)

São Paulo – O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês), endossou a vacina de dose única contra covid-19 da Johnson & Johnson (J&J), abrindo caminho para o início da distribuição das doses do terceiro imunizante autorizado para uso de emergência no país.

“Assinei a recomendação do Comitê Consultivo em Práticas de Imunização (ACIP) do CDC que endossou a segurança e eficácia da vacina contra covid-19 da Janssen (Johnson & Johnson) e seu uso em pessoas com 18 anos ou mais”, disse a diretora do CDC, Dra. Rochelle Walensky, em comunicado divulgado ontem.

Segundo ela, a recomendação oficial do CDC “é outro marco em direção ao fim da pandemia”, e vem após a aprovação de uso de emergência da vacina pela Food and Drug Administration dos Estados Unidos (FDA, equivalente a Anvisa no Brasil) no sábado. “À medida que a vacinação aumenta, também aumenta a proteção geral de nossa nação”.

Dra. Welensky destacou ainda que a vacina da J&J é de dose única, não precisa ser mantida em um freezer e pode ser armazenada em temperaturas refrigeradas, torando-a mais fácil de transportar e armazenar e permitindo maior disponibilidade em ambientes comunitários e locais móveis, conforme o fornecimento aumenta.

Com a recomendação oficial do CDC, O governo federal norte-americano pode agora começar a alocação e distribuição das vacinas. A J&J prevê entregar vacinas suficientes até o final de março para permitir a vacinação completa de mais de 20 milhões de pessoas nos Estados Unidos, com 100 milhões de entregas no primeiro semestre de 2021.

Os dados mostraram que a vacina da J&J é 66,1% eficaz na prevenção da doença viral moderada a grave e 85,4% eficaz contra covid-19 grave, 28 dias após a vacinação. Não houve mortes relacionadas no grupo da vacina.