CCR espera aumento de custos e novas desestatizações em 2022

159

São Paulo – A CCR disse em 2022 terá um incremento na execução do investimento de R$ 4,2 bilhões previsto para 2022, devido à inflação de custos para matérias-primas como aço, asfalto e outras bastante utilizadas pela companhia, disse o diretor Financeiro e de Relações com Investidores, Waldo Edwin Perez Leskovar, na teleconferência para analistas
realizada na manhã dessa sexta-feira.
“Queremos investir em multimodais, atrair os melhores talentos, motivação estratégica. No entanto, continuaremos fazendo a alocação de capital com disciplina”, comentou.
A CCR ressaltou que o plano estratégico da companhia no Brasil são as concessões: “Nosso foco está na mobilidade urbana, aeroportos e rodovias”, disse Perez.” E ainda esperamos muitas desestatizações para esse ano.”
Segundo ele, a retirada do Aeroporto Santos Dummont da sétima rodada de concessões não altera o interesse da iniciativa privada. “Nosso ativo-âncora é Congonhas, que é bastante estratégico. Os aeroportos regionais que estão incluídos nesse bloco se integrariam à nossa malha”, disse o diretor financeiro.
Para o executivo, o transporte sobre trilhos foi destaque nos resultados do ano passado. “Em 2021 ganhamos concessões de 15 aeroporto na sexta rodada, mais o novo contrato de concessão da nova Dutra e das linhas 8 e 9 da CPTM, figurando agora em uma posição muito forte no transporte metropolitano sobre trilhos em São Paulo.”
A companhia ainda sentiu impacto da pandemia, mas apesar desse fator, registrou um resultado robusto, fruto da sua gestão de custos. A parte positiva do desempenho foi o efeito do crescimento de 4% no tráfego de veículos leves e de 1% nos veículos pesados nas rodovias sob sua concessão em 2021, disse a Superintendente de Relações com os Investidores Flavia Godoy.
Além disso, a executiva acrescentou que a companhia está entrando em um ciclo de investimentos decorrente dos projetos que foram conquistados em 2021, referindo- se às concessões aeroportuárias que conseguiram no ano passado.