CCR e Ecorodovias estão bem posicionadas para leilões, diz BoFA

São Paulo – O Bank of America (BoFA) avaliou positivamente o resultado do leilão de aeroportos realizado ontem, pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), e disse que a CCR, maior vencedora do certame, e a Ecorodovias podem se beneficiar do programa de investimentos em infraestrutura do País.

“Observamos que o Brasil tem o maior programa de investimento em infraestrutura do mundo, com mais de R$ 200 bilhões em ativos sendo transferidos para o setor privado (R$ 140 bilhões em rodovias). Vemos a Ecorodovias e a CCR bem posicionadas para se beneficiar deste cenário”, disseram os analistas Murilo Freiberger e Gustavo Tasso, em relatório.

Na visão dos analistas, o leilão de aeroportos foi “um sucesso”, considerando a situação desafiadora do setor aéreo, pois contou com a participação de sete proponentes, incluindo estrangeiras, arrecadação de R$ 3,3 bilhões e ágio médio de 3.822,61%.

A análise também pontua que a CCR pode se beneficiar do resultado de ontem, pois além de sua relevância no setor de infraestrutura, já opera aeroportos, o que permite capturar mais sinergias do que seus pares, e indicam que a empresa porde alcançar uma taxa interna de retorno maior que 8%, segundo as premissas operacionais do governo e assumindo 20% a3 0% de economia de investimentos.

A subsidiária da CCR, Companhia de Participações em Concessões (CPC), foi a maior vencedora, arrematando os Blocos Sul e Central por R$ 2,128 bilhões e R$ 754 milhões, respectivamente. Os valores representam um ágio de 1.534,36% sobre a contribuição Inicial mínima de R$ 130,2 milhões para o Bloco Sul, e um ágio de 9.156,01% sobre a Contribuição Inicial mínima de R$ 8,146 milhões para o Bloco Central.